Apr 8, 2005

porto de leixões ( 1 )






5 comments:

Paulo said...

Essas fotos estão muito porreiras porque mostram aquele brilho quase reflexo dos dias molhados e ainda assim mostram corem fortes. E porque são de um porto.

glooka said...

:)

sim, porque são de um porto. para mim são fotos do género "o meu caminho para casa". não sei se tenho mais gozo em viver ao pé da praia, ou ao pé do porto...a coexistência deixa-me feliz.

jorge said...

ferro contra o céu!

Calamity Spot said...

durante alguns anitos, o meu caminho para casa também passava junto ao porto de Leixões, e uma coisa muito curiosa é que - como o caminho era feito sempre de noite, as gigantescas estruturas ao largo, contra o negro silêncio da noite, como que intimidavam-me e esmagavam-me. havia vida ali, mas que eu nunca soube perceber, até que depois parti. :)

glooka said...

sim, de certa forma a vida do porto passa-me ao lado; é raro ver as descargas, quanto muito oiço-as, só no dia seguinte é que vejo que as plataformas tem novos produtos...na sua maior parte madeira e carros mas também coisas que por vezes escapam à minha compreensão: peças gigantescas que tanto podem ser partes de comboios ,ou pontes, ou centrais electricas.